Loading...

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Minhas leituras...

O ano de 2011 foi de boas leituras, fiz várias e tive a oportunidade, em bons momentos de compartilhar com meus alunos os conhecimentos adquiridos. Também aproveitei para me exercitar nos debates intermináveis com meus amigos Herman e Liza, que além das leituras e dos livros, falamos muito sobre música, cinema, cultura em geral. Comemos bastante também, sempre com acompanhamento de uma cervejinha ou um bom vinho.

Tive a grata satisfação de ler novamente o escritor português José Saramago, o Livro Intermitências da Morte é fantástico, leitura agradável e envolvente sobre reflexões existências, com uma linha de raciocínio que parece extremamente formal e direto, mas que no fundo é sarcástico e faz uma crítica dura a sociedade moderna em suas estruturas como a igreja, o estado, o clero, filósofos, jornalistas... vale a pena conferir, apesar de ele ja não ser novidade. Li também, O Evangelho Segundo Jesus Cristo, achei uma pancada na igreja e me reservo a esse comentário e só.

O ano teve muito riso com Luis Fernando Veríssimo, foram algumas leituras como: O Mundo é Bárbaro, O Analista de Bagé, As Mentiras que os Homens Contam, Comédias Para se Ler na Escola e o que mais gostei foi O Clube dos Anjos que é uma bem-humorada celebração da gula. Ótimo, gostoso de ler, leve e muito delicioso.

Tomei contato com John Gray, professor de Pensamento Europeu na London School of  Economics e colunista do jornal britânico The Guardian. O Livro Cachorros de Palha, um trabalho filosófico intrigante e desafiador que busca os significados de "ser humano". O autor fala em reflexões sobre humanos e outros animais. É uma severa crítica a toda tradição do pensamento ocidental que em sua visão foi baseado em crenças arrogantes e equivocadas sobre o lugar dos seres humanos no mundo. Esse não é leve.

Teve leituras sobre o meu ofício, não foram muitas é verdade, me contive em textos e artigos sobre a História Política e História Social, principalmente os contidos no livro Domínios da História organizado por Ciro Flamarion Cardoso. Pensando no meu mestrado que ainda há de chegar e logo, li o Livro Por uma História Política, organizado por René Rémond, um resgate e revalorização da História Política ao meio acadêmico e a necessidade da sua conceituação, delimitação e atualização.

Os Livros que mais gostei foram dois, o primeiro é uma autobiografia de Eric Hobsbawm, Historiador Inglês de tradição marxista e grande defensor da necessidade de mudança do sistema político vigente no mundo. O Livro é fascinante, é uma espécie de paralelo ao Livro Era dos Extremos que conta a História do século XX que coincide com a vida de Hobsbawm. O Livro é ótimo e eu recomendo pra quem gosta de política, economia, nazismo, comunismo, rebeldia dos anos 1960, América latina, Colapso da URSS e o papel dos Estado Unidos como Potência Hegemônica. O outro livro que foi muito interessante sua leitura, trata sobre a vida e obra de Marx, escrito pelo filósofo Leandro Konder. O livro traz elementos sobre a vida de Marx, como ele foi na infância, como era na escola, como foi sua primeira discussão política, como foi seu encontro e casamento com Jenny, como era Marx com os filhos e com os amigos, além é claro de seu pensamento e obra. É uma obra pequena e curta, mas de uma riqueza imensurável. Recomendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário