Loading...

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Protestos pelo Brasil e a incoerência da grande mídia

Os protestos em várias cidades no Brasil sobre os aumentos no valor dos transportes geram acalorados debates, muitas matérias e muitas opiniões. Algumas sensatas, coerentes com os objetivos dos protestos e de quem está protestando. Porém outras, diga-se a maioria, pelo menos na mídia escrita e televisionada foram horrorosas, deturpadas e carregadas de desinformação e preconceito. Mas o melhor de tudo foi que estas informações manipuladas caíram por si mesmas. Dois exemplos desse tipo de jornalismo pautado na manipulação e desinformação vão entrar para a história da comunicação brasileira. 

Primeiro foi a declaração do jornalista e comentarista Arnaldo Jabour no Jornal da Globo. Ele falou e xingou os manifestantes, disse que eles não tinham o que protestar, que eram uma minoria de desocupados, filhos da classe média que lutavam por apenas R$ 0,20 e por isso classificou as manifestações como "ignorância política". Não foi preciso nem três dias e ele mesmo reconheceu que estava errado e voltou atrás.  Afirmou com todas as letras: "Amigos, eu errei. É muito mais do que R$ 0,20".  

O  segundo caso é mais emblemático ainda, uma enquete ao vivo no programa "Brasil Urgente" apresentado pelo Datena. Ele tenta de todas as formas manipular a opinião das pessoas, fez uma pergunta aos telespectadores: "Você é a favor de protesto com baderna?". Em seguida fez várias afirmações classificando os manifestantes de baderneiros. O resultado da votação vai surgindo na tela e ele vai fazendo campanha pelo voto NÃO na esquete, em poucos segundos ele já esta implorando para que as pessoas votassem pelo "Não", mas não adiantou. A população foi maioria absoluta em favor dos manifestantes e das manifestações. Ele reformulou a pergunta, disse que as pessoas não haviam entendio a pergunta e ficou por quase quatro minutos no ar falando contra as manifestações. Não adiantou, ele e tudo que suas idéias representam sofreram uma derrota fragorosa.

A população deu o recado, eles não aceitam a manipulação midiática. A grande imprensa se engana com a inteligência do povo, e não é de hoje. Produzir matérias e ficar condenando ações populares não surtiu efeito, foi um tremendo tombo que eles levaram. Em seguida passaram a apoiar as manifestações e criticar as ações violentas por parte da polícia. O problema é que os editorias da semana passada estão lá, todos eles pedindo uma ação mais enérgica por parte da polícia contra os manifestantes e as manifestações. A elite que domina os grandes meios de comunicação é contra a população e é contra manifestações populares, eles não sabem organizar nenhum protesto. 

Eles sempre fizeram campanha contra os movimentos sociais. Agora estão tentando fazer uma meia culpa, revendo alguns posicionamentos, só para tirar o deles da reta e tentar ganhar simpatia no meio popular, pelo menos por enquanto, porque está no sangue deles serem contra movimentos sociais. E só pra finalizar, não tem jeito, o mundo que eles pintam desaba em suas cabeças. Na minha também, mas eu, ao contrário deles, faço questão que desabe. Só uns poucos ainda acreditam neles, pobres coitados. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário