Loading...

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

CAFÉ DA MANHÃ E O MAU DIA BRASIL


Após sete horas de descanso, levanto da cama para me colocar em forma novamente e encarar mais um dia de atividades. No começo o bom e velho ritual de sempre, higiene bucal, banho e um pequeno alongamento. Em seguida, cozinha e os preparativos do café. Para quebrar a rotina, resolvo ligar a TV e assistir ao noticiário nacional, afinal, é sempre bom andar bem "informado". 

No começo fiquei sabendo que os bandidos andam aprontando várias por aí, roubam, matam, ameaçam ... pessoas simples deram entrevistas completamente chocadas e me deixaram de cabelos em pé com o que contavam. A polícia não estava por perto, não resolveu coisa alguma, fiquei preocupado e me posicionei contrário aos bandidos, em seguida a matéria mostrava que tinha policial envolvido com os esquemas e com os bandidos, me posicionei contrário aos policiais também. 

Na parte seguinte, as matérias falavam sobre a falta de investimentos em infra-estrutura por várias cidades do país, fiquei horrorizado, pareceu que estavam falando de uma país atrasado do terceiro mundo situado no continente africano, faltava de tudo, planejamento, investimento, reparos e por aí vai. Em seguida veio uma matéria sobre desvio de dinheiro público, tinha políticos, funcionários públicos e empresários envolvidos. Depois falaram sobre a educação, mostraram coisas horríveis, brigas entre alunos, salas de aulas quebradas. Meu deus! Eu estava prestes a encarnar o personagem do filme: Um dia de Fúria. Pensei em me revoltar e sair quebrando tudo. 

O bloco seguinte me aliviou um pouco, falaram sobre os EUA e seus planos para invadir um país distante, nem sei bem onde se localizava, mas sei que tinham armas químicas, o governo era uma tirania que colocava em risco a vida da população do seu país. Além disso, este país e sua tirania, tinham propósitos demoníacos contra nós, eles planejavam destruir o nosso modelo de sociedade "justa, livre e democrática". Não tive dúvidas e fiquei a favor dos EUA e contra os que querem nos destruir. 

Na parte final do telejornal veio a redenção total, eles me acalmaram de vez, deixei de lado o personagem de Michael Douglas, percebi que o mundo é lindo, que vale a pena encarar mais um dia de trabalho, sair de casa tranquilo e sem reclamar. Eles mostraram os gols da roda, jogadas lindas, meu time, pra variar não ganhou, mas que importa? Eles fizeram cálculos matemáticos e mostraram que ainda temos chances de não ser rebaixado para a série B, faltam cinco rodadas, basta vencer quatro e estaremos dentro. Era o motivador que eu precisava para encarar mais um dia. No começo eu pensei que o jornal deveria se chamar Mau Dia Brasil, mas depois eles me convenceram de que isso era bobagem. Coisas ruins acontecem, mas o bem sempre vence. Ergui a cabeça e decidi seguir em frente. Acho que no fim da tarde vou ao Shopping distribuir renda e ajudar no crescimento do PIB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário